O que são

O pé plano e o pé cavo são patologias que resultam de variações anatômicas dos tipos de arco dos pés. Essas variações são, normalmente, hereditárias e podem originar lesões nos pés, principalmente a quem pratica desporto. Podem também estar relacionados com malformações ósseas ou ao aparecimento de ossificações anômalas.

Enquanto que os pés cavos (com arcos mais altos) têm uma área de apoio menor e as pressões são concentradas no calcanhar e nos metatarsos, os pés planos (com arcos mais baixos) têm uma maior área de apoio – o pé usa praticamente toda a base plantar em contato com o solo. Os pés cavos são muito comuns em crianças, devido ao facto do pé ainda estar em formação – tende a ficar normal a partir da primeira década de vida.

Sintomas

Ter o pé plano ou cavo não representa necessariamente ter um problema. A maioria das pessoas não sente nenhuma dor relacionada ao pé plano ou ao pé cavo. Contudo, algumas crianças podem sofrer de dores muscular nas pernas ou de fadiga devido ao esforço exercido sobre o pé. Apesar de não ser recorrente, é possível que a patologia seja acompanhada por dores nos tornozelos ou nos pés, tornozelos inchados, aumento de dor durante a prática desportiva, dificuldade ao caminhar ou de permanecer em pé por longos períodos de tempo.

Diagnóstico

O diagnóstico neste tipo de patologias deve ser feito pelo seu podologista, através de um estudo biomecânico e plantar para melhor analisar o seu tipo de pé e passada e qual o melhor tratamento para o compensar. Caso queira saber se tem pé cavo ou plano, a técnica a usar em casa (técnica sem veracidade científica) é muito simples. Basta usar uma folha, esticá-la no chão, molhar toda a sola do pé, ficar de pé e pisar sobre a folha. Pode fazer isto com um pé de cada vez ou os dois ao mesmo tempo. O uso desta técnica não dispensa o diagnóstico por parte de um podologista de forma a conseguir identificar de forma cientifica e exacta qual a patologia existente.

Tratamento

O tratamento faz-se de acordo com a patologia e o tipo de pé, mas passa sempre pela aplicação de palmilhas plantares de forma a distribuir corretamente as pressões exercidas.

Existem também exercícios que se podem realizar para estimular a musculatura e melhorar a estrutura do pé.

 

A cirurgia pode ser indicada nos casos de pés planos graves, principalmente quando provoca interferência na forma de andar ou promova dor ou fadiga muscular devido ao esforço. Nestes casos, normalmente a cirurgia só é indicada após os 10 anos de idade.

Dicas

  • Faça alongamentos regularmente;
  • Use sapatos confortáveis e de acordo com o seu tipo de pé;

 

Apesar de não existirem muitas dores associadas a esta patologia, com o passar do tempo o pé pode começar a ganhar rigidez podendo originar outras lesões.

 

A informação contida neste artigo não dispensa a consulta de um especialista.

Marque a sua consulta na ‘Clínica de Podologia – Braga‘ e cuide já da sua saúde.

MARCAR CONSULTA