O que são

As onicomicoses (micoses nas unhas) são infecções provocadas por fungos ou leveduras (ex: cândidas) nas unhas. As unhas dos pés, fechadas dentro do calçado, são mais afectadas que as das mãos, pois oferecem um ambiente com um maior grau de humidade e de aquecimento, mais propício ao desenvolvimento dos fungos. Além disso, a queratina, material de que a unha é composta e que serve de “alimento” dos fungos, é mais abundante nas unhas dos pés que nas das mãos.

Sintomas

As onicomicoses não são apenas esteticamente desagradáveis. Trata-se de uma doença que pode causar dor e até dar origem a outras patologias. Nas onicomicoses, as unhas ficam frequentemente mais grossas ou extremamente quebradiças, com aspecto envelhecido e com uma coloração diferente, que pode ir desde o esbranquiçado até ao amarelado, acastanhada ou até mesmo esverdeado. Podem estar descoladas do leito ou com manchas brancas e apresentar depósitos “farinhentos” que dão origem a odores desagradáveis.

Se não tratadas devidamente e atempadamente, constituem uma porta de entrada para múltiplos micro-organismos que podem ocasionar infecções graves.

Diagnóstico

Os primeiros sinais da doença correspondem à modificação da cor da unha (amarelada, acastanhada ou esbranquiçada), ao seu engrossamento, ao aparecimento de depósito (tipo farinha) por baixo da unha, e/ou alteração da forma. O diagnóstico das micoses das unhas pode ser difícil de ser estabelecido, mas é essencial para definir qual a melhor terapia em função do tipo de fungo causador da micose.

Além disso, é preferível consultar um Podologista em caso de micose das unhas (sobretudo se você já tiver experimentado algum tratamento mas não obteve bons resultados), pois apesar de ser raro, pode ser diagnosticado um melanoma subungueal maligno.

Tratamento

O tratamento vai depender do tipo de micose e deve ser determinado por um Podologista. Podem ser usadas medicações locais sob a forma de cremes, loções e talcos ou medicações via oral, dependendo da intensidade do quadro.

O tratamento pode demorar entre 6 e 8 meses, nos casos menos graves ou mais iniciais, e nos casos mais avançados pode demorar entre um ano ou mais até a cura estar completa – este é o tempo necessário para que a unha cresça na totalidade, já que cresce apenas cerca de 2mm por mês e é importante manter o tratamento até à completa regeneração da unha afectada.

As micoses das unhas dos pés são as de mais difícil tratamento (estão sujeita a ambientes húmidos e fechados) e também de maior duração. A persistência é fundamental para se obter sucesso nestes casos.

Dicas

Para evitar micoses nas unhas:

  • Cuide bem das suas unhas.
  • Seque bem os espaço entre os dedos dos pés.
  • Evite andar descalço em locais públicos.
  • Lave as roupas – na máquina à 60°C ou mais – que estiveram em contato com as micoses.
  • Utilize roupas e sapatos que deixam a pele respirar.
  • Tenha cuidado com as feridas e calos.

 

Para além de serem extremamente desconfortáveis, inconvenientes e embaraçosas as micoses nas unhas se não forem tratadas podem causar outras doenças graves à sua saúde. A persistência é fundamental para se obter sucesso nestes casos.

A informação contida neste artigo não dispensa a consulta de um especialista.

Marque a sua consulta na ‘Clínica de Podologia – Braga‘ e cuide já da sua saúde.

MARCAR CONSULTA

Anúncios