Dicas de apoio ao peregrino

Dicas de apoio ao peregrino - Podologia Braga

E porque estamos em época de peregrinações, deixo-vos aqui algumas dicas a ter em conta, quer na preparação, quer na escolha de calçado, bem como durante a caminha.

Antes das caminhadas

  • Antes de se fazer uma caminhada, seja ela grande ou pequena, deve-se tomar algumas prevenções de acordo vestuário, alimentação, etc. Para começar deve:
  • Verificar o estado de saúde geral, visitando um médico;
  • Efetuar caminhadas regulares, aumentado gradualmente o tempo de cada caminhada;
  • Utilização de calçado confortável, principalmente calçado já estreado;
  • Adquirir os cuidados básicos das unhas, ou seja, cortá-las de forma reta, assim evitando as feridas);
  • Realizar uma alimentação saudável;
  • O peregrino deverá ter uma mochila, caso queira levar uma;
  • É muito importante que o peregrino permaneça calçado nas mesma condições da peregrinação, deverá utilizar também o mesmo par de sapatos ou meias, de preferência micro fibra ou
    algodão, não esquecendo que a licra é um material que não se deve usar nestes casos.

 

Escolha mais acertada do calçado

  • A melhor escolha do calçado é sem dúvida uma grande ajuda para todos os peregrinos, evitando os problemas que possam aparecer nos pés, deve-se fazer o seguinte para estas circunstâncias;
  • Ao comprar o calçado, verificar de modo observador se o produtor contem algum ressalto, ponta ou costura que possa vir magoar;
  • Na compra do calçado, não se deve comprar o produto demasiado justo no pé. Os pés ao longo da caminhada alargam e expandem devido ao calor e aos impactos.;
  • Uma caminhada de grande distância e quente poderá fazer os pés expandirem um tamanho e meio ou mais, não convém comprar sapatos como se fossem para estar parado e com eles calçados.
  • É sempre importante deixar uma folga entre as unhas dos pés e a fronteira do calçado, colocando o dedo polegar;
  • Certifique-se que consegue movimentar os dedos livremente sem sentir a fronteira do sapato;
  • Comprar numa loja especializada não é o mesmo que comprar um par de sapatos num hipermercado, pois nesse tipo de lojas existe alguém que sabe o calçado mais adequado para cada situação.

 

Agora começa o mais importante além dos últimos procedimentos, a caminhada.

  • As regras são muito importantes pois irão ajudar-nos no que for preciso de acordo a termos uma boa peregrinação.
  • Não se deve tomar banho de água muito quente nem durante muito tempo antes de fazer a caminhada, pois os pés ficam mais sensíveis e sujeitos a uma maior fricção, o que pode provocar bolhas;
  • Tomar o pequeno almoço antes de peregrinar é muito importante, pois enriquece o organismo,
    evitando as fraquezas;
  • Deve-se ir efectuando algumas paragens a cada 60-90 minutos, para beber líquidos, nomeadamente água, e ingerir sólidos que contenham hidratos de carbono para que posso manter
  • um ótimo rendimento e evitar possíveis desidratações; Evitar grandes passadas, para aumentar a velocidade, optando por passadas mais curtas;
  • Durante o dia, deve ser ingerido 1,5 litros de água;
  • Utilizar chapéu ou boné;
  • Utilizar colete reflector, para que possa reduzir os acidentes rodoviários;
  • É importante o uso de roupa larga, de preferência cores claras e de fibras naturais (ex.: algodão);
  • Aplicar pó-de-talco ou anti-transpirantes nos pés, nas meias e até no calçado;
  • Usar meias de algodão sem costuras, caso tenha, estas devem permanecer viradas do avesso;
  • Calçado já utilizado, confortável, arejado e de qualidade;
  • O peregrino deve evitar automedicar-se;
  • A alimentação deve ser cuidada.
  • Não beber bebidas alcoólicas enquanto o peregrino caminha
  • Não se deve caminhar nas horas de maior calor (12h-15h);
  • O peregrino deve programar com antecedência as paragens para comer e dormir;
  • Deve deixar o locar onde passar limpo;
  • Os carros de apoio devem parar do lado em que o peregrino caminha;
  • Ajude os mais cansados, não os deixando sozinhos;
  • Ande em fila indiana e não em grupo, para evitar os acidentes rodoviários;
  • Não circule pela estrada mas sim pela berma;
  • Não ande nos IP nem nos IC;
  • Se for necessário reunir o grupo faça-o sempre for do alcance da estrada;
  • Não use nem permita auscultadores de rádio;
  • Não utilize o telemóvel enquanto caminha na estrada;
  • Não caminhe mais de 30 km por dia;
  • Não caminhe aceleradamente;
  • Faça uma pausa de 1h na caminhada da manhã e 2h no fim do almoço;
  • Quando parar coloque os pés num acento, pondo-os mais altos que a cabeça;
  • Tenha atenção aos carros mesmo quando reza ou canta;
  • Não circular de dia, ou principalmente de noite sozinho.

Fonte: Paramédico Internacional

 

Artigos Relacionados

 

A informação contida neste artigo não dispensa a consulta de um especialista.

Marque a sua consulta na ‘Clínica de Podologia – Braga‘ e cuide já da sua saúde.

MARCAR CONSULTA